Postado em 11 de Maio de 2016 às 09h23

Agro segura mais uma vez a balança comercial brasileira

CleanTec do Brasil Mais uma vez o agronegócio brasileiro segurou o resultado da balança comercial do País, ao registrar superávit em abril. As exportações de produtos agropecuários superaram as...

Mais uma vez o agronegócio brasileiro segurou o resultado da balança comercial do País, ao registrar superávit em abril. As exportações de produtos agropecuários superaram as importações em US$ 7,1 bilhões. Em igual período, os demais itens não relacionados ao agro tiveram um déficit de US$ 2,2 bilhões. No mês passado, as vendas externas, de modo geral, somaram US$ 4,8 bilhões.

De acordo com dados da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa), divulgados nesta segunda-feira, 9 de maio, as exportações do setor agropecuário cresceram 14,3% em abril na comparação com o mesmo período de 2015. O faturamento contabilizou US$ 8,08 bilhões, um aumento de 52,5% de todo o valor exportado pelo Brasil.

Para o vice-presidente da Sociedade Nacional de Agricultura Hélio Sirimarco, diante do cenário de crise econômica no País, “que não deve dar trégua tão cedo”, a balança comercial brasileira continuará sendo mantida pelo agronegócio: “Esta situação deve se manter no próximo trimestre. Mas no segundo semestre, até em função da entressafra dos grãos – soja e milho –, os volumes das exportações agrícolas tendem a diminuir”. Leia mais...

Veja também

Exportação de carne suína soma 21,5 mil toneladas na primeira quinzena de janeiro 2016.21/01/16 Com volume diário de 2,2 mil toneladas embarcadas, o mês de janeiro traz bons resultados para o setor suinícola. Até a segunda semana as exportações brasileiras de carne suína in natura somaram 21,5 mil toneladas, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC, Brasília/DF). Comparando com o volume......
Aumento nas compras chinesas de carnes impulsiona setor catarinense.25/09/17 O diretor Executivo da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV) e do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados (Sindicarne), Ricardo de Gouvêa, acredita que Santa Catarina está colhendo os frutos de décadas de......
Produtos de origem animal estão 1,66% mais baratos em São Paulo.08/11/16 Boa notícia para as famílias paulistanas: a tendência de queda de preços faz com que o desembolso para aquisição de alimentos em São Paulo caia. Pelo terceiro mês consecutivo, o índice Mensal de......

Voltar para Notícias