Postado em 03 de Fevereiro de 2016 às

África do Sul poderá importar carne suína in natura brasileira.

CleanTec do Brasil Integrante da União Aduaneira da África Austral (SACU), com a qual o Brasil firmou acordo de preferências tarifárias fixas em 2008, a África do Sul pode começar a importar carne...

Integrante da União Aduaneira da África Austral (SACU), com a qual o Brasil firmou acordo de preferências tarifárias fixas em 2008, a África do Sul pode começar a importar carne suína in natura brasileira. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF) negocia com o País o certificado sanitário deste tipo de produto para venda livre. Hoje, a certificação é válida apenas para a carne suína processada.

As autoridades sanitárias da África do Sul realizam avaliação de risco de cortes de carne suína, e o Brasil forneceu um manual para apreciação. Alguns, no entanto, não foram aceitos, e o texto está sendo revisado para posterior envio à África do Sul. leia mais...
 

Veja também

Workshop “Fronteiras da América” é iniciativa da Biogénesis Bagó em PR.25/01/17 Em 7 de fevereiro, a partir das 14h, a Biogénesis Bagó (Curitiba/PR), realiza em Londrina (PR) o workshop “Fronteiras da América”. O objetivo é discutir com diversos elos da cadeia produtiva da carne bovina os desafios da pecuária na América Latina e a importância em se buscar alcançar as chamadas “Fronteiras de Produção com......
Aquicultura precisa de competitividade em preço e qualidade.24/08/16 Apesar de possuir grande potencial aquicultor, o Brasil detém menos de 1% da produção mundial aquícola, quando, nas palavras da assessora Técnica da Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da......

Voltar para Notícias