Postado em 06 de Fevereiro de 2017 às

Cinco semanas de queda de preços desvalorizam carne bovina em 6%

CleanTec do Brasil O ano começou difícil para a indústria frigorífica brasileira. Até agora, o mercado de carne bovina segue sem apresentar alta. São cinco semanas de quedas de preços, mais de 6%...

O ano começou difícil para a indústria frigorífica brasileira. Até agora, o mercado de carne bovina segue sem apresentar alta. São cinco semanas de quedas de preços, mais de 6% de desvalorização acumulada no período. No acumulado dos últimos sete dias o recuo foi de 1,93%, em média.
Os recuos maiores quase sempre vêm da carne de traseiro, produto normalmente mais caro que o dianteiro e, portanto, menos demandado em períodos de renda restrita como o atual. Leia mais...

Veja também

Avicultura e suinocultura bateram recordes.21/12/15 Em meio ao complexo cenário visto em 2015, a avicultura e a suinocultura foram impactadas em diversos momentos ao longo do ano. Com custos de produção apresentando elevação, caminhoneiros e fiscais federais agropecuários em greve e o fechamento parcial e total do Porto de Itajaí (uma das principais portas de saída destas exportações), os setores......
Tecnocarne é cenário para empresas divulgarem novidades tecnológicas.20/06/17 Empresas nacionais e internacionais vão divulgar na 13ª edição da Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria de Proteína Animal (Tecnocarne) novidades para a indústria de processamento de carne bovina,......
Temporada 2016/2017 tem expectativa de safra recorde de soja e milho.09/02/17 Nesta quinta-feira (09) a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab, Brasília/DF) estimou safras recordes de soja e milho no Brasil na atual temporada 2016/17. As previsões feitas em janeiro foram ajustadas devido ao clima favorável na......

Voltar para Notícias