Postado em 06 de Fevereiro de 2017 às

Cinco semanas de queda de preços desvalorizam carne bovina em 6%

CleanTec do Brasil O ano começou difícil para a indústria frigorífica brasileira. Até agora, o mercado de carne bovina segue sem apresentar alta. São cinco semanas de quedas de preços, mais de 6%...

O ano começou difícil para a indústria frigorífica brasileira. Até agora, o mercado de carne bovina segue sem apresentar alta. São cinco semanas de quedas de preços, mais de 6% de desvalorização acumulada no período. No acumulado dos últimos sete dias o recuo foi de 1,93%, em média.
Os recuos maiores quase sempre vêm da carne de traseiro, produto normalmente mais caro que o dianteiro e, portanto, menos demandado em períodos de renda restrita como o atual. Leia mais...

Veja também

Maior evento de processamento de carnes do mundo reuniu 63 mil visitantes01/06/16 Realizado em Frankfurt, na Alemanha, encontro reuniu muitos brasileiros! Garantir a segurança alimentar do planeta em um cenário de crescimento da população é um desafio. As projeções já são de conhecimento geral, como o consumo médio de carnes por habitantes em 2050, que, segundo a FAO, deverá ser de 64,17kg, um aumento de 65%. Desta......
Volume de exportações do agronegócio crescem 8,7%.11/02/16 Os primeiros 31 dias de 2016 registraram um aumento de 8,7% no volume das exportações brasileiras do agronegócio, em comparação com o mesmo mês de 2015. Segundo a Secretaria de Relações Internacionais do......
Pesquisadores descobrem como dobrar velocidade da seleção genética.17/11/16 A Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora/MG) desenvolve pesquisas que indicam a possibilidade de dobrar a velocidade da seleção dos rebanhos leiteiros, com custos menores, utilizando as informações geradas a partir do DNA dos animais.......

Voltar para Notícias