Postado em 01 de Junho de 2017 às

Comercialização pecuária segue cautelosa em razão de insegurança nacional.

CleanTec do Brasil De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos...

De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), a comercialização segue lenta no mercado pecuário em razão da cautela dos agentes em relação aos cenários político e econômico do Brasil. Os dados apontam que os pecuaristas têm optado por vender apenas o necessário, a fim de evitar exercer maior pressão sobre o mercado.
Por sua vez, os frigoríficos que têm participado de maneira mais ativa do mercado também evitam alongar as escalas. O motivo é que a crença de que, com o passar do tempo, os preços do mercado bovino possam ceder ainda mais. Leia mais...

Veja também

Índice de Confiança do agronegócio cresce 4,2 pontos no trimestre11/11/16 Uma pontuação igual a 100 pontos corresponde à neutralidade, resultados acima disso indicam confiança. Por isso, de acordo com o valor apontado pelo Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro) do 3º trimestre, que foi de 106,3 pontos, com alta de 4,2 pontos em relação ao trimestre anterior, demonstra maior confiança no setor. O......
Produtividade é fator chave para aumento da competitividade na pecuária.23/08/17 As margens do mercado pecuário são fator determinante para muitas fazendas. Diante disso, como o pequeno produtor, que não tem estrutura suficiente para conseguir produzir em grandes volumes, pode ser competitivo no mercado? Com o......

Voltar para Notícias