Postado em 20 de Julho de 2016 às 07h45

Fechamento de unidades e desemprego adiantados ameaçam frigoríficos.

CleanTec do Brasil urgindo antes da hora, o fechamento de unidades frigoríficas e o desemprego preocupam a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo, Curitiba/PR). O presidente da associação,...

urgindo antes da hora, o fechamento de unidades frigoríficas e o desemprego preocupam a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo, Curitiba/PR). O presidente da associação, Péricles Salazar, acredita que uma crise “sem precedentes” ameaça atingir a indústria brasileira em razão disso. “A crise conjuga três fatores que não costumam andar juntos: retração do consumo interno de carne bovina, ‘difícil crescimento’ das exportações e apreciação do real”, pontua.
O “difícil crescimento” das exportações de carne bovina, em razão da queda dos preços do petróleo afetou a demanda de clientes relevantes como Rússia e Venezuela pela carne bovina do Brasil, segue na contramão dos dados que apontam crescimento das exportações de carne bovina. Informações compiladas pela Abrafrigo dão conta de que os embarques do produto somaram 712 mil toneladas no primeiro semestre, aumento de 12,1% na comparação com igual período do ano passado. Na mesma base de comparação, a receita com as vendas ficou estável, em US$ 2,7 bilhões. Leia mais...

Veja também

Exportação de carne suína cresce em novembro e é o melhor resultado do ano08/12/15 Boa notícia para o setor cárneo! As exportações de carne suína in natura cresceram 51% em novembro, em comparação ao mesmo mês de 2015, e já se tornam o melhor resultado do ano. Em total, foram enviadas 55,2 mil toneladas a outros países. As informações são da Associação Brasileira de Proteína Animal......
Ação expande negócios de aves e suínos para a China 02/05/16 Entre os dias 5 e 7 de maior, em Sanghai na China, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA, São Paulo/SP), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos......

Voltar para Notícias