Postado em 20 de Janeiro de 2017 às 12h48

Frimesa se prepara para construir o maior frigorífico do Brasil.

CleanTec do Brasil Com a proposta de se tornar referência na produção de carne suína no Brasil, a Cooperativa Frimesa prevê investimentos de R$ 2,5 bilhões em toda a cadeia produtiva até 2030. Este...

Com a proposta de se tornar referência na produção de carne suína no Brasil, a Cooperativa Frimesa prevê investimentos de R$ 2,5 bilhões em toda a cadeia produtiva até 2030. Este investimento envolve produtores, cooperativas integradas e a própria Central Frimesa.

O projeto de crescimento reflete o bom ano de 2016 da empresa, cujo faturamento deve fechar R$ 2,51 bilhões, 13% a mais que o mesmo período de 2015. Já o volume de produção deve superar 349 mil toneladas, com 5,5% de crescimento, segundo mostram dados divulgados pela companhia.

Aproveitando a fase de crescimento, a Frimesa reforçou os investimentos no processo de industrialização e automação da produção, inclusive com o início da robotização, além da distribuição para todas as regiões do país. Leia mais ...

Veja também

Queda do dólar 'espreme' frigoríficos exportadores.13/02/17 A depreciação do dólar perante o real segue dificultando o desempenho dos frigoríficos exportadores neste início de 2017. Entre as principais proteínas exportadas pelo Brasil, somente a carne de frango conseguiu compensar, com preços mais altos em dólar, a valorização da moeda brasileira. Nos casos das carnes bovina e suína, ou o aumento......
Intensificar com rentabilidade exige pensar em cultura de pastagens.09/03/17 Uma pecuária intensificada e rentável é o sonho de todo produtor. Na opinião do pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Armindo Kichel, pensar em ruminantes e não pensar em cultura de pastagens é estar na......

Voltar para Notícias