Postado em 21 de Março de 2016 às

IBGE: Em relatório 2015 das proteínas, aves e suínos protagonizam recorde de abates.

CleanTec do Brasil O abate de suínos cresceu 5,7% e o de frango 5,4% em 2015 na comparação com 2014, estabelecendo novos recordes. Os dados são Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Rio de...

O abate de suínos cresceu 5,7% e o de frango 5,4% em 2015 na comparação com 2014, estabelecendo novos recordes. Os dados são Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, Rio de Janeiro/RJ) e fazem parte dos resultados do abate de animais, produção de leite, couro e ovos referentes ao quarto trimestre do ano passado, divulgados juntamente com o fechamento de 2015.

Suínos. Em 2015, foram abatidas 39,26 milhões de cabeças de suínos, com a série anual mostrando crescimento ininterrupto da atividade desde 2005, o que acabou culminando com o novo patamar recorde de 2015. O peso acumulado das carcaças de suínos alcançou 3,43 milhões de toneladas em 2015, com aumento de 7,4% em relação a 2014. Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná foram lideraram o abate de suínos. Em relação a 2014, Santa Catarina e Paraná aumentaram o volume de cabeças abatidas, enquanto o Rio Grande do Sul teve queda.

Aves. O crescimento de 5,4% no abate de frangos, também um novo recorde, reflete o resultado acumulado no ano passado (abate de 5,79 bilhões de cabeças de frango), o que levou o segmento a alcançar um novo resultado inédito. Leiam mais...

Veja também

Brasil mira no continente asiático para buscar novos mercados.04/11/16 Para manter a competitividade das exportações de carne brasileira, o Brasil deve buscar novos mercados, principalmente no continente asiático. A informação é do presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec, São Paulo/SP), Antônio Jorge Camardelli. Segundo ele, a expectativa é grande em cima do......

Voltar para Notícias