Postado em 16 de Setembro de 2016 às 09h22

Pecuarista é colocado à prova em 2016.

CleanTec do Brasil Figurando entre um dos anos mais difíceis para o pecuarista brasileiro, o ano de 2016 foi marcado pela alta dos preços dos insumos e pela situação econômica dificultada. A falta de chuvas na...

Figurando entre um dos anos mais difíceis para o pecuarista brasileiro, o ano de 2016 foi marcado pela alta dos preços dos insumos e pela situação econômica dificultada. A falta de chuvas na maior parte das regiões, com a consequente piora na qualidade das pastagens, e as incertezas quanto ao mercado do boi gordo também foram fatores importantes, que resultaram em baixa liquidez no mercado de reposição nos primeiros meses do ano.Segundo a Scot Consultoria (Bebedouro/SP), após as valorizações da reposição observadas principalmente no final de 2015, a retração da demanda ocasionou em queda nas cotações no decorrer do ano.

Veja também

Comunicação é estratégia para evidenciar atuação do agronegócio.14/03/17 Apesar de ser principal fonte de renda da economia brasileira, responsável por 23% do PIB do País, o agronegócio enfrenta muitas críticas, principalmente pela exigência de a atividade se desenvolver de maneira sustentável. Hoje, de acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), Maurício Mendes, o......
Bem-estar é uma das tendências mais importantes para a suinocultura.06/09/17 O médico-veterinário e diretor da Unidade de Suinocultura da MSD, Rudy Claure, acredita que o bem-estar animal e uso racional de antibióticos na produção são duas das tendências mais fortes da suinocultura......
MAPA vai estudar inspeção privada de produtos de origem animal.22/06/17 Na última quarta-feira (21) os secretários estaduais de Agricultura defenderam a autorização, por lei federal, para inspeção privada, com a permissão para que Estados que adotam esses serviços possam......

Voltar para Notícias