Postado em 07 de Julho de 2017 às 15h38

Vietnã representa 8,4% das exportações de couro brasileiras.

CleanTec do Brasil Com o apoio do Brazilian Leather, projeto de incentivo às exportações, desenvolvido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB, Brasília/DF) e Agência Brasileira de...

Com o apoio do Brazilian Leather, projeto de incentivo às exportações, desenvolvido pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB, Brasília/DF) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil, Brasília/DF), oito empresas brasileiras têm como expectativa comercializar US$ 20 milhões do produto para o Vietnã.
O país já é o quarto principal destino das exportações do Brasil de couros e peles, com participação de 8,4% no total das remessas de curtumes ao exterior em valores em 2017. Dados recentes apontam que o país concentra mais de 600 fábricas de calçados e artefatos, produz um bilhão de pares de sapatos e 150 milhões de bolsas por ano, sendo que 40% destes produtos são feitos em couro. Leia mais...

Veja também

Genética é aposta dos pecuaristas para manter valorização do bezerro.12/08/16 Os indicadores divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP) apontam que, desde 2013, o valor por cabeça saltou de um pouco mais de R$ 850,00 para a casa dos R$ 1,3 mil, somando um acréscimo de mais de 50%. O abate de matrizes em anos anteriores também reforçou a queda na disponibilidade interna. Ainda segundo o indicador do Cepea, em maio......
Aquicultura precisa de competitividade em preço e qualidade.24/08/16 Apesar de possuir grande potencial aquicultor, o Brasil detém menos de 1% da produção mundial aquícola, quando, nas palavras da assessora Técnica da Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da......

Voltar para Notícias